Logo Comunitas

No Pará, projeto que busca eficiência dos gastos em Saúde entra em nova fase

24/01/2020

O objetivo da iniciativa é buscar a otimização e qualificação do gasto público, e diversificação da capacidade de investimentos do estado

Após realização do 4º e último workshop de capacitação, o projeto realizado pelo Governo do Pará – com apoio do Programa Juntos, que visa auxiliar a administração a racionalizar e dar eficiência aos principais gastos da Secretaria Estadual de Saúde, entra em nova fase.

A iniciativa busca mais qualidade para a entrega do serviço e o custo, por meio de regulação, gestão hospitalar e otimização dos gastos. O objetivo não é a redução linear de despesas, mas a otimização e qualificação do gasto público, e diversificação da capacidade de investimentos do estado.

Na primeira etapa, os workshops serviram para estruturar dados, analisar lacunas, definir metas, e formular planos e projetos de otimização das finanças, com conteúdos de gestão de recursos públicos por meio de métodos que favorecem a eficiência operacional de hospitais públicos do Pará.

Foram construídas 24 propostas de ações para as principais contas (8 em medicamentos, 7 em contratação de prestação de serviços terceirizados, 6 em materiais médicos hospitalares e 3 em alimentação parenteral), com prazos diferentes de execução, conforme a complexidade de cada ação proposta e o seu encadeamento.

“No geral, as ações propostas denotam a necessidade de unificar e sistematizar informações de gestão, implementar medidas para qualificação e controle de compras, bem como disseminação de boas práticas de controle da produtividade”, explica Peter Cassol, secretário adjunto de Gestão Administrativa do Pará.

Para ele, é também de suma importância a necessidade de aprimorar o planejamento das despesas, com foco na melhoria dos processos, controle e incentivo às boas práticas. “Trabalho é permanência e é essencial o envolvimento de todos os servidores na execução das ações propostas para que as metas sejam cumpridas”, complementa.

Agora, na fase de acompanhamento, a Mais Partners – consultoria técnica contratada pela Comunitas para liderar o projeto junto à equipe do governo, fará o acompanhamento semanal dos planos de ação. Além disso, serão realizadas reuniões de governança (presenciais e virtuais) com a participação de todos os responsáveis pelo projeto.

Leia também: Trabalho do Juntos no Tocantins pode gerar até R$ 23 milhões em economia para prefeituras

Prevista para iniciar em abril, a última fase do trabalho prestará acompanhamento à distância ao governo paraense. Nessa etapa, o parceiro técnico fará o monitoramento da evolução das ações implementadas pela administração. O projeto tem prazo de conclusão para outubro.

 

Com informações do portal da Secretaria de Saúde do Estado do Pará.

 

Últimas notícias:

Comunitas e Governo de SP iniciam pagamento de benefícios para alunos em extrema pobreza

A verba extra para os estudantes mais carentes será garantida por meio de uma iniciativa da...

“Haverá recursos também para a prevenção da população?”, questiona Regina Esteves em matéria do Jornal O Globo

Em meio à pandemia provocada pelo novo coronavírus, Estados já negociam empréstimo...

Reunião entre Comunitas e Governo do RS debate cenário econômico e medidas de enfrentamento ao coronavírus

A Comunitas e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul realizaram, no último dia 27, mais uma...

Renda básica lança luz sobre o desafio ético do nosso tempo

por Fernando Schüler* Eliminação da miséria é fronteira civilizatória, assim como foi, no...

Comunitas modela projeto de apoio emergencial a famílias em situação de vulnerabilidade

Com a experiência adquirida ao longo de 20 anos à frente da Comunitas, Regina Esteves,...