Logo Comunitas

Reunião técnica marca início da construção da nova fábrica para produção da CoronaVac

18/11/2020

A Comunitas está participando da governança e liderando a obra da fábrica, ao lado do Governo de São Paulo e da Fundação Butantan

Uma reunião técnica realizada hoje (18) marcou o início da segunda etapa da construção da nova fábrica de vacinas do Instituto Butantan, que ganhou o nome de Centro Multipropósito para Produção de Vacinas. A primeira fase, de demolição, foi realizada no início do mês, e agora o próximo passo é dar início à obra.

A estrutura física do prédio já existe, mas precisa ser adaptada, ampliada e modernizada para a produção não só da CoronaVac no Brasil, fruto da parceria do Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac, mas também de outros imunizantes. Após finalização da obra, o local será cedido pela Fundação Butantan para o instituto de mesmo nome.

A ampliação da produção dará ao Instituto Butantan uma capacidade estimada de cerca de 100 milhões de doses fabricadas por ano. “A estimativa é de que a obra dure em torno de dez a onze meses. Nossa meta é inaugurar a nova fábrica em setembro de 2021”, afirma Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan.

A iniciativa tem como objetivo fortalecer a autonomia do instituto e ampliar a estrutura produtiva para envase da vacina que está em desenvolvimento avançado pela instituição brasileira em parceria com o laboratório Sinovac Biotech. O acordo entre os laboratórios prevê que o Instituto Butantan terá domínio total da tecnologia para produção completa da vacina.

A construção da obra é gerida por uma governança liderada pela Comunitas ao lado do Governo de São Paulo e da Fundação Butantan. O grupo é formado por membros do setor público, da iniciativa privada e da sociedade civil – incluindo Regina Esteves, diretora-presidente da Comunitas. “Esse projeto é de interesse público, que impacta a vida de todos, por isso é fundamental a união de esforços entre todas as esferas da sociedade, sendo essa a expertise da Comunitas. Nosso compromisso é desenvolver esse projeto de forma eficiente, deixando um legado para o País”, explica Regina.

Leia também: Comunitas e Instituto Butantan realizam primeira assinatura para iniciar construção da fábrica da CoronaVac

O investimento para a estruturação da nova fábrica está orçado em R$ 160 milhões. O custo total da obra será financiado por meio de doações de recursos privados. Desse montante, já foram mobilizados R$ 130 milhões, doados por 20 grandes empresas.

Últimas notícias:

Fábrica que dá autonomia ao Brasil na produção da Coronavac ficará pronta em outubro

A Comunitas está participando da governança e liderando a obra da fábrica, ao lado do Governo de...

Comunitas na Folha de SP | Parceria público-privada ativa 360 leitos do SUS para Covid-19 em Campinas

A rede Mário Gatti de hospitais foi apoiada pela iniciativa Ações de Enfrentamento à Covid-19,...

Com participação do BISC, relatório internacional que mede impacto global do investimento social é lançado

Clique aqui e confira a publicação completa Foi lançado o Global Impact at Scale: Corporate...

Comunitas divulga prefeitos selecionados para mentorias individuais da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

Além de mentorias individuais, os(as) prefeitos(as) selecionados(as) receberão um diagnóstico...

Comunitas finaliza primeira fase de mentorias para prefeitos e equipes de transição de governo municipal

A segunda etapa será realizada no final de janeiro, com foco no desenvolvimento do plano de metas...