Logo Comunitas

Reunião técnica marca início da construção da nova fábrica para produção da CoronaVac

18/11/2020

A Comunitas está participando da governança e liderando a obra da fábrica, ao lado do Governo de São Paulo e da Fundação Butantan

Uma reunião técnica realizada hoje (18) marcou o início da segunda etapa da construção da nova fábrica de vacinas do Instituto Butantan, que ganhou o nome de Centro Multipropósito para Produção de Vacinas. A primeira fase, de demolição, foi realizada no início do mês, e agora o próximo passo é dar início à obra.

A estrutura física do prédio já existe, mas precisa ser adaptada, ampliada e modernizada para a produção não só da CoronaVac no Brasil, fruto da parceria do Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac, mas também de outros imunizantes. Após finalização da obra, o local será cedido pela Fundação Butantan para o instituto de mesmo nome.

A ampliação da produção dará ao Instituto Butantan uma capacidade estimada de cerca de 100 milhões de doses fabricadas por ano. “A estimativa é de que a obra dure em torno de dez a onze meses. Nossa meta é inaugurar a nova fábrica em setembro de 2021”, afirma Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan.

A iniciativa tem como objetivo fortalecer a autonomia do instituto e ampliar a estrutura produtiva para envase da vacina que está em desenvolvimento avançado pela instituição brasileira em parceria com o laboratório Sinovac Biotech. O acordo entre os laboratórios prevê que o Instituto Butantan terá domínio total da tecnologia para produção completa da vacina.

A construção da obra é gerida por uma governança liderada pela Comunitas ao lado do Governo de São Paulo e da Fundação Butantan. O grupo é formado por membros do setor público, da iniciativa privada e da sociedade civil – incluindo Regina Esteves, diretora-presidente da Comunitas. “Esse projeto é de interesse público, que impacta a vida de todos, por isso é fundamental a união de esforços entre todas as esferas da sociedade, sendo essa a expertise da Comunitas. Nosso compromisso é desenvolver esse projeto de forma eficiente, deixando um legado para o País”, explica Regina.

Leia também: Comunitas e Instituto Butantan realizam primeira assinatura para iniciar construção da fábrica da CoronaVac

O investimento para a estruturação da nova fábrica está orçado em R$ 160 milhões. O custo total da obra será financiado por meio de doações de recursos privados. Desse montante, já foram mobilizados R$ 130 milhões, doados por 20 grandes empresas.

Últimas notícias:

Reunião técnica marca início da construção da nova fábrica para produção da CoronaVac

A Comunitas está participando da governança e liderando a obra da fábrica, ao lado do Governo de...

Artigo | ESG com $ no investimento social

Até meados deste ano, o investimento social da rede BISC já havia somado R$ 2 bilhões Por...

Regina Esteves na Exame | Neste domingo, vote em candidatos que demonstrem ter espírito público

O voto é um dever coletivo que legitima pessoas para representar as decisões mais importantes da...

Lançamento BISC 2020: confira respostas para dúvidas remanescentes do público

A Comunitas lançou, na última terça-feira (10), os destaques do BISC 2020, durante um encontro...

Comunitas n’A Tribuna | ‘A participação não se dá só com o voto, mas na vida em coletividade’, diz Presidente da Comunitas

Regina Esteves questiona quanto tempo por dia colocamos tempo em benefício do coletivo em...