Logo Comunitas

Regina Esteves na Exame | Pacto coletivo em prol do bem comum precisa ser o nosso ‘novo normal’

06/11/2020

Diversas empresas se uniram e dialogaram com o Estado durante a pandemia. Todos têm a ganhar com a continuidade desses esforços

Por Regina Esteves

A interlocução entre os diferentes segmentos da sociedade foi possível durante a pandemia, dentre outras razões, pelo fato de, há alguns anos, as empresas estarem estruturando e qualificando seus investimentos sociais corporativos.

Quantitativamente, isso significa um aporte voluntário anual de, em média, R$ 2,7 bilhões por parte de organizações privadas e institutos e fundações empresariais, como apontam os dados da pesquisa BISC (Benchmarking do Investimento Social Corporativo), realizada pela Comunitas desde 2007 com diversas corporações. É importante ressaltar que esse valor não foi fortemente alterado mesmo em momentos de crise econômica ou de queda do PIB.

 

>> Leia o artigo completo clicando aqui.

Últimas notícias:

Reunião técnica marca início da construção da nova fábrica para produção da CoronaVac

A Comunitas está participando da governança e liderando a obra da fábrica, ao lado do Governo de...

Artigo | ESG com $ no investimento social

Até meados deste ano, o investimento social da rede BISC já havia somado R$ 2 bilhões Por...

Regina Esteves na Exame | Neste domingo, vote em candidatos que demonstrem ter espírito público

O voto é um dever coletivo que legitima pessoas para representar as decisões mais importantes da...

Lançamento BISC 2020: confira respostas para dúvidas remanescentes do público

A Comunitas lançou, na última terça-feira (10), os destaques do BISC 2020, durante um encontro...

Comunitas n’A Tribuna | ‘A participação não se dá só com o voto, mas na vida em coletividade’, diz Presidente da Comunitas

Regina Esteves questiona quanto tempo por dia colocamos tempo em benefício do coletivo em...