Logo Comunitas

Pesquisas BISC e GIFE apontam que em 2020 o volume dos investimentos sociais foi o maior da história

02/12/2021

A informação foi consolidada pela Comunitas e o GIFE, responsáveis pelos mais importantes levantamentos referentes ao Investimento Social Privado no país

O valor de investimento total ao computar os valores informados para o BISC e o Censo GIFE foi de R$ 6,9 bilhões, montante bem superior aos R$3,6 bilhões, apontados na consolidação anterior, feita em 2018  

Impulsionado pela pandemia, esse foi o maior aporte destinado à realização de iniciativas sociais privadas já visto desde o início de toda série histórica dos levantamentos realizados pela Comunitas, através da pesquisas BISC, e do Censo GIFE, que é realizado a cada dois anos pelo Grupo de Institutos Fundações e Empresas, associação de investidores sociais do Brasil. O volume de investimento na Rede BISC em 2020 teve um aumento superior a 95%  em relação a 2019 e no Censo GIFE tal crescimento foi de 71% no mesmo período.

O BISC (Benchmarking do Investimento social corporativo), e o Censo GIFE abrangeram o universo de 324 empresas e 17 Institutos e Fundações Corporativas (BISC) e 131 organizações (GIFE). O trabalho de consolidação dos resultados soma os volumes de investimentos de ambas as amostras, eliminando duplicidades. 

Há muitas convergências entre as pesquisas e poucas discrepâncias. Dentre as similaridades é possível apontar a identificação do fortalecimento da sociedade civil, que se consolidou com um papel fundamental de execução de ações e projetos durante a pandemia. O número de organizações apoiadas pela Rede BISC em 2020 foi 3 vezes superior  ao visto em 2019. E segundo o Censo GIFE, lançado na última quarta, 01 de dezembro,  87% dos recursos de iniciativas de enfrentamento aos efeitos da Covid-19 foram destinados a terceiros. 

Outra convergência foi o apontamento da ascensão do alinhamento dos investimentos sociais privados às políticas públicas. Segundo o  Censo GIFE ganha força entre os  investidores sociais o advocacy para influenciar políticas públicas. Dentre a Rede BISC a principal estratégia prevista para os  próximos dois anos, neste campo, é a participação indireta por meio do apoio e fortalecimento de organizações sociais ou das comunidades para que elas influenciem as políticas  públicas. 

A crise mobilizou colaborações producentes e provocou um olhar mais sistêmico que oportunizou que públicos reconhecidamente vulneráveis e alocados em espaços que aprofundam a desigualdades (grandes centros urbanos e estados mais pobres) fossem beneficiados e esta característica ficou evidente em ambas as pesquisas. 

Há também algumas discrepâncias e a principal diferença está na priorização de temáticas, no Censo GIFE o foco se manteve em Educação – historicamente a principal área receptora de recursos – enquanto Saúde passou ao topo da lista da Rede BISC no  ano pandêmico. 

Em linhas gerais, as duas pesquisas demonstraram a contundência da resposta privada no enfrentamento à pandemia. Tanto as organizações associadas ao GIFE, bem como à Rede BISC, aportaram valores muito maiores do que o previsto em orçamento. As ações de enfrentamento à pandemia fizeram com que os investidores sociais aumentassem o volume de recursos significativamente 67% da Rede BISC apontou em 2020 um aumento superior a 25% em relação a 2019. Ambas as pesquisas, apresentaram, também, percentuais similares de recursos destinados ao enfrentamento à Covid-19, 47% na Rede BISC e 43% no Censo GIFE. 

Para Patricia Loyola, diretora de Gestão e Investimento Social Corporativo na Comunitas “No período em que o país vivenciou esta pandemia sem precedentes, o investimento social privado foi alçado a um posto ainda mais estratégico. A geração de dados e análises sobre como a crise impactou a atuação das empresas, assim como institutos e fundações é fundamental. Esta produção de conhecimento em torno do campo suporta e orienta a atuação dos gestores sociais mirando em fortalezas e lacunas, daí a importância da realização periódica de tais pesquisas”.

Últimas notícias:

Com apoio da Comunitas, Prefeitura de São Paulo dá início à estratégia de recuperação de aprendizado na rede de ensino

Projeto de Gestão para Resultados busca corrigir déficits do aprendizado dos estudantes, em...

Comunitas divulga as cidades selecionadas para participar do Programa de Transformação da Gestão de Pessoas

O programa de inovação tem início ainda em janeiro e terá 8 meses de duração A Comunitas...

Estado de Goiás adere ao Regime de Recuperação Fiscal

Goiás é o segundo Estado brasileiro a optar por o regime que permite a repactuação do pagamento...

Apoiada pela Comunitas, 1ª agência da Rede Tudo Fácil do interior do RS é inaugurada em Lajeado

A unidade instalada em 626 m² do Shopping Lajeado é piloto de projeto apoiado pela Comunitas, com...

Comunitas prorroga prazo para inscrição na Jornada de Transformação em Gestão Pública

A inscrição no Programa, que visa apoiar municípios no desenvolvimento de soluções para...