Logo Comunitas

Equipes e prefeitos debatem propostas de Reforma Administrativa construídas em Jornada da Comunitas

05/07/2021

As reuniões foram realizadas em dois blocos e as equipes puderam apresentar as propostas de modernização administrativas para os prefeitos(as)

A Comunitas realizou, na última sexta-feira (02), as reuniões de fechamento da Jornada Reforma Administrativa e Gestão de Pessoas, iniciativa que apoiou 12 prefeituras na construção de processos de reformas administrativas e iniciativas de melhoria de gestão de pessoas com o intuito de alcançar uma gestão mais eficiente e maior qualidade na prestação de serviços.

Leia também: Prefeitura de Caruaru busca equilíbrio fiscal com apoio da Comunitas

Durante os encontros, as equipes de governos puderam apresentar para seus respectivos prefeitos e prefeitas as propostas de modernização administrativas construídas durante os três meses da jornada, para aval da chefia municipal.

A Prefeitura de São Paulo (SP), por exemplo, construiu cinco projetos para melhoria da gestão de pessoal. Entre eles estão a remodelação dos cargos em comissão, tornando-os mais atraentes, a fim de reduzir a perda de talentos; e a criação de um programa de residência em gestão pública e jurídica para recém-formados em troca de bolsa.

“Agradeço a Comunitas pela coragem de trazer esse tema. Hoje o debate que se encontra na sociedade sobre administração pública está muito enviesado. Esse tema que a Comunitas traz, por meio dessa jornada, é do fortalecimento das pessoas que estão por trás da gestão pública – não há governo futuro se não tivermos profissionais bons, qualificados e bem remunerados trabalhando.”

Fabricio Cobra Arbex, secretário executivo de Gestão de São Paulo (SP), que representou o prefeito Ricardo Nunes

Já a gestão de Juiz de Fora (MG), as propostas, à exemplo da regulamentação do teletrabalho e do home office, somente serão realizadas após implementação de projetos pilotos na Secretaria da Fazenda.

“No que diz respeito à nossa proposta, eu estou totalmente de acordo com o que foi apresentado. A iniciativa assinala o que consideramos mais importante: a convergência entre o embarque de tecnologia com a mudança no trabalho, que requer um serviço público muito mais qualificado.”

Margarida Salomão, prefeita de Juiz de Fora (MG)

Em Mogi das Cruzes (SP), foram desenvolvidos projetos com foco na melhoria da gestão de pessoas. Entre eles, a revisão de cargos e gratificações; e a implantação uma prática de diálogo entre as lideranças, para potencializar as pessoas.

“Essa foi uma oportunidade de nos debruçarmos sobre a questão das pessoas e levarmos para todo o País, representado pelas 12 prefeituras selecionadas. Aqui, nossa prioridade 0 é transformar o município por meio das pessoas.”

Priscila Yamagami, coprefeita de Mogi das Cruzes (SP)

No Pará, Abaetetuba também construiu atos normativos, que incluem propostas para solucionar o crescimento vegetativo da folha de pagamento; e sugestões de atualização para a legislação de tratamento aos servidores.

“Sempre que as pessoas perguntam por que decidi participar das capacitações da Comunitas, desde o final da eleição, mesmo estando no terceiro mandato, eu respondo que, primeiro, conhecimento nunca é demais, ele é mutável e o gestor público precisa estar aberto para o novo. Segundo, a gestão é maior que a prefeita, existe uma equipe que também precisa estar capacitada e precisa de acesso à conhecimento. A maior forma de você empoderar sua equipe é oferecendo conhecimento. Conhecimento é poder.”

Francineti Carvalho, prefeita de Abaetetuba (PA)

Cada município desenvolveu as propostas com base nas necessidades e características locais, sempre com apoio de João Trindade e Andreia Ribas, especialistas técnicos disponibilizados pela Comunitas para consultoria da jornada.

As propostas vão desde a revisão dos cargos de liderança e gratificações, passando pela melhoria dos processos de escuta e feedback da equipe, até a reorganização do ambiente físico de trabalho.

Leia também: Porto Alegre recebe nota A do Tesouro Nacional por capacidade de pagamento

Foram mais de 60 participantes representando os municípios selecionados, que participaram de aproximadamente 24h de encontros virtuais coletivos. Além disso, a jornada realizou três mentorias individuais por município.

Com a finalização da jornada, cada município entregou uma ou várias minutas de atas normativas no âmbito de reformas, além de um plano de ação de reforma administrativa e melhoria das políticas de gestão de pessoas para os próximos quatro anos. Os governos ainda detalharam projetos pilotos para implementação à curto prazo – no total, foram quase 50 projetos, cerca de quatro por município.

Para sustentabilidade da iniciativa, será organizado um grupo de trabalho e interação entre os participantes da jornada, com o objetivo de continuar fomentando a troca de experiências, conhecimento e informações.

Além disso, serão realizados encontros periódicos com os municípios, para acompanhar a execução dos projetos.

Últimas notícias:

Ananindeua, cidade do Pará, busca engajamento cidadão através de aplicativo de consulta popular

Engajar a população para saber quais demandas atender é um desafio e tanto para as esferas...

Rio Grande do Sul recebe mais de 1000 sugestões de projetos na Consulta Popular

Com aporte de R$30 milhões, a Consulta deste ano foi realizada de forma 100%...

Comunitas publica primeiro estudo sobre a contratualização do Brasil

O livro Mapa da Contratualização dos Serviços Públicos do Brasil foi escrito em parceria com a...

Jornada para Gestores da Comunitas é transformado em livro

A publicação narra como a Comunitas apoiou líderes públicos a planejarem sua gestão durante e...

Aluna da Escola de Atletismo em Paraty (RJ) participa de Campeonato Brasileiro de Sub-16 em Curitiba

A iniciativa é uma parceria entre a Comunitas e a Prefeitura de Paraty que visa o combate à...