Logo Comunitas

Comunitas e prefeitura apresentam o Pacto Araguaína pela Paz

30/07/2020

Além do Pacto, durante a reunião também foram apresentados os primeiros dados coletados sobre a criminalidade na cidade

Foi realizada ontem (29) mais uma reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), unidade que integra o conjunto de ações desenvolvidas pela prefeitura araguainense em parceria com a Comunitas, que visa a melhoria da Segurança Pública da cidade.

Com a participação do prefeito Ronaldo Dimas, o encontro virtual serviu para dar mais um passo na estruturação do Plano Municipal de Segurança Pública, com a apresentação do Pacto Araguaína pela Paz, projeto de segurança pública liderado pela Comunitas – por meio da parceria técnica do Instituto Cidade Segura, que reúne um conjunto de estratégias integradas de prevenção a violência, para promover inclusão social e redução dos índices de criminalidade.

Assim como os Pactos instalados nas cidades de Pelotas (RS), Paraty (RS) e Niterói (RJ), também com o apoio da Comunitas, o projeto em Araguaína é formatado em uma nova concepção de Segurança Pública, onde o poder público municipal assume uma parte da responsabilidade na prevenção à violência e o desafio da criminalidade passa a ser combatido com políticas públicas multidisciplinares integradas, planejadas e proativas.

Leia também: Com apoio da Comunitas, Observatório de Prevenção à Violência avança em Caruaru

“Tem um conjunto de características, que quando a gente foca, principalmente em crimes contra o patrimônio, é possível evitar. O roubo é algo que pode baixar só de estar no lugar certo e na hora certa”, explicou Alberto Kopittke, consultor do Instituto Cidade Segura.

Leia mais: Segurança pública: concepção tradicional x nova concepção

O Pacto é construído com base em três eixos: Prevenção, formado pelo Comitê Integrado de Prevenção (CIP); Aplicação da Lei, com o Gabinete de Gestão Integrada; e Participação Social, com a realização semestral do Fórum Municipal de Segurança Pública. Dentro de cada eixo, serão realizadas diversas ações com o intuito de prevenir e reprimir a violência na cidade.

A reunião também foi marcada pela apresentação dos primeiros dados coletados pelo Observatório Municipal de Violência sobre a criminalidade em Araguaína, que tentam cruzar padrões entre os dias da semana, horários, localidades e perfis das vítimas das ocorrências registradas no município.

Os dados gerados pelo Observatório auxiliarão o Pacto Araguaína pela Paz, a partir de evidências científicas, promover ações conjuntas e sistêmicas tendo como objetivo discutir, deliberar e executar as políticas públicas com vistas à diminuição da criminalidade, prevenção à violência, à manutenção da paz social e a promoção dos direitos humanos fundamentais.

 

Clique aqui e descubra como avançar com a gestão pública da sua cidade!

Últimas notícias:

Comunitas finaliza primeira fase de mentorias para prefeitos e equipes de transição de governo municipal

A segunda etapa será realizada no final de janeiro, com foco no desenvolvimento do plano de metas...

Folha de SP | Novo Fundeb torna a educação pública mais plural

Texto consagrou aumento dos recursos e sua melhor alocação na busca de eficiência e...

Confira a lista de prefeitos selecionados para participar das mentorias da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

A Comunitas, organização que fomenta e fortalece um pacto coletivo entre setores para o...

Regina Esteves, da Comunitas, é uma das vencedoras do prêmio Empreendedor Social da Folha na categoria ‘legado’

A diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves, foi reconhecida pela Folha de São Paulo como...

Com participação de Pedro Parente e Firmino Filho, Comunitas lança jornada de transição de governo e 100 primeiros dias

A Comunitas lançou, ontem (02), a Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos, iniciativa que busca...