Logo Comunitas

Vídeo | Com participação de prefeitos, Comunitas abre segunda fase de mentorias da Jornada Desafio dos Futuros Prefeitos

27/01/2021

Prefeitos(as) e representantes de 17 municípios estiveram presentes na mentoria que visava apoiar na construção do Plano de Metas municipal; conteúdo teórico da jornada está disponível na Rede Juntos.

Ontem (26) foi realizada a primeira mentoria da segunda fase da Jornada Desafios dos Futuros, iniciativa gratuita realizada pela Comunitas que busca apoiar os novos chefes dos executivos municipais nos momentos iniciais da gestão.

Tentando responder questões como os caminhos para transformar propostas de campanha em metas alcançáveis e formas de definir a marca e o legado do mandato, a Comunitas convidou para ministrar a mentoria o prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho, o prefeito de Aracaju (SE), Edvaldo Nogueira, e o ex-prefeito de Santos (SP), Paulo Alexandre Barbosa. O objetivo do encontro era estimular uma conversa de prefeito(a) para prefeito(a), buscando fortalecer a troca de experiências, vivências e aprendizados entre os participantes.

Para Paulo Alexandre Barbosa, ex-prefeito santista, além de encarar a expectativa da população pela consolidação das promessas de campanha, os novos prefeitos precisam lidar, também, com a questão da pandemia. “A Covid-19 mudou a forma com que as pessoas pensam, agem e se comportam. Então, os prefeitos precisam compreender, interpretar e entender esse novo momento que estamos vivendo para pautar as ações. E em momentos como esse, o compartilhamento de experiência faz com que avancemos com mais efetividade”, disse.

Prefeitos(as) e representantes de 17 municípios estiveram presentes na mentoria, que terá ainda mais nove edições, abordando temas como Saúde, Educação e Finanças – sempre relacionados à construção do Plano de Metas.

Segundo Edvaldo, os primeiros meses de mandato é o período ideal para que o prefeito priorize algumas questões. “Primeiro, é fundamental foca no equilíbrio das contas já no primeiro ano – não tenham medo de cortar custos. Segundo, tenha um planejamento estratégico definido para os próximos 4 anos – é preciso transformar objetivos em projetos exequíveis. E, por último, priorize no máximo 5 objetivos para o primeiro ano – não pensem em abarcar o mundo com as mãos”, explicou.

Já para o prefeito pernambucano, é imprescindível, também, que os prefeitos frequentem o dia a dia da cidade para conhecerem a realidade do município. “Se ficar trancado nele, você não terá noção da vida das pessoas. Outro ponto é lembrarmos sempre que não somos prefeitos de alguns meses, mas, sim de todo um mandato, por isso não se preocupem em tomar medidas pelas quais levarão pancada por algum tempo. Além disso, confie na decisão tomada, mas se errar, tenha a humildade de reconhecer”, acredita Miguel.

 

Clica no play para assistir o vídeo completo:

 

Últimas notícias:

Comunitas e Prefeitura de Santos desenvolvem projeto de revitalização do Mercado Municipal

O Mercado Municipal de Santos (SP) passará por uma revitalização. Para isso, a Comunitas, por...

Nova trilha da Rede Juntos aborda processos de modernização e melhoria do processo de Licenciamento Ambiental

Conhecimento apresentado pela trilha foi sistematizado do trabalho apoiado pela Comunitas junto ao...

Comunitas e Governo de Goiás realizam reunião com líderes da Governança

No último dia 14, o Governo do Estado de Goiás se reuniu com a Comunitas para realizar mais uma...

Prefeitura de Caruaru busca equilíbrio fiscal com apoio da Comunitas

Projeto é composto por conjunto de ações interligadas com a função de produzir resultados à...

Pelotas acompanhará jovens em vulnerabilidade por meio de sistema apoiado pela Comunitas

Projeto integra iniciativas do Pacto Pelotas pela Paz A Prefeitura de Pelotas (RS) está...