Logo Comunitas

A população está envelhecendo, e agora?

26/07/2018

Se por um lado, o número de crianças vem caindo no Brasil, por outro, a parcela de idosos cresce efetivamente. Em uma década, o número de idosos cresceu 50%, fazendo o país ganhar 8,5 milhões de cidadãos acima de 60 anos, segundo o IBGE. No total, são mais de 30 milhões de brasileiros idosos, até 2017. E mais: Em 2030, o Brasil terá a quinta população mais idosa do mundo.

Esses dados demonstram a melhoria da qualidade de vida da população longeva, que ampliou a expectativa de vida para 76 – a maior da história. Porém, diante esses números, os gestores públicos têm um desafio em mãos: como lidar com o impacto desse envelhecimento em áreas como a saúde, mercado de trabalho e estrutura urbana.

A preocupação é válida. Por isso, algumas localidades estão implantando programas para promover e ampliar o bem-estar.

Por exemplo o programa Vila Dignidade, da Secretaria de Habitação do Governo de São Paulo, consiste na construção de moradias, gratuitas, projetadas para pessoas idosas, especialmente os independentes, solitários e em situação de vulnerabilidade. A iniciativa, criada em 2009, consiste na construção de condomínios formado por até 24 residências individuais, salões de convivência e áreas voltadas para a prática de atividades físicas. Até 2017, foram 18 Vilas mantidas pelo governo paulista em parceria prefeituras municipais.

No litoral paulista, Santos possibilitou a troca de sabedoria e experiência entre os mais velhos e os mais novos com o programa Vovô Sabe Tudo. O programa visa a inclusão social de idosos da cidade que tenham interesse em atuar junto a crianças, adolescentes e adultos atendidos pelos serviços da prefeitura, como o bondinho turístico do Centro Histórico e organizações não governamentais (ONGs). Além de ter a autoestima valorizada, o idoso um salário mínimo mensalmente como reconhecimento.

Leia mais: Cidades da rede Juntos estão entre as melhores para viver após os 60 anos

As políticas públicas governamentais, em seus diversos níveis, colocaram o Brasil na 31ª posição no ranking dos países que oferecem melhor qualidade de vida e bem-estar a pessoas com mais de 60 anos, segundo o Global AgeWatch Index, realizado em 2013 pela organização não-governamental Help Age International, que luta pelos direitos dos idosos.

Últimas notícias:

Parceira da Comunitas, Caruaru conquista prêmio por projeto de redução da violência

Criado pela Prefeitura de Caruaru, o Juntos pela Segurança conta com ações desenvolvidas em...

Governo do RS conquista Prêmio Excelência em Competitividade com reformas estruturantes apoiadas pela Comunitas

Amplo conjunto de mudanças na carreira do funcionalismo venceu na categoria Boas...

Comunitas e Instituto Butantan realizam primeira assinatura para iniciar construção da fábrica da CoronaVac

A Comunitas e o Instituto Butantan assinaram, hoje (17), um acordo de confidencialidade (NDA) com o...

Reunião apresenta resultados finais de trabalho realizado em cidades do Tocantins

Iniciado em 2019, projeto buscou caminhos de melhorias na gestão pública, mais especificamente no...

Trabalho em rede possibilita avanço da educação em Petrolina e Caruaru

Projeto liderado pela Comunitas dissemina as boas práticas educacionais de Teresina para Petrolina...