comunitas-convida-urban-thinkers-campus-brazil

Comunitas convida: Urban Thinkers Campus Brazil

O Urban Thinkers Campus (UTC) é uma iniciativa global da World Urban Campaign – coordenada pela ONU Habitat, criada para debater sobre a cidade que queremos. O encontro promove um espaço de discussão e compartilhamento de ideias, reunindo gestores públicos, especialistas, estudantes e público interessado, para abordar questões voltadas para a construção de cidades mais sustentáveis, humanizadas, criando colaborativamente soluções para os desafios urbanos.

Com o tema “A nova governança urbana: Quem decide? Entre o cidadão e a cidade“, o Urban Thinkers Campus Brazil, será realizado pela Comunitas, em parceria com o Canal Futura e o Instituto Amani.

O encontro representa uma oportunidade para pensar soluções inovadoras para as urbes brasileiras. Repensar o espaço urbano é repensar como vivemos e consumimos nesse espaço. O futuro pede que a sustentabilidade seja o foco do desenvolvimento, fazendo-se necessário pensar na cidade voltada para os cidadãos.

Para se inscrever e participar do evento presencialmente, clique aqui.

O evento será transmitido on-line. Clique aqui, confirme presença e acompanhe ao vivo.

 

 

Programação:

Local: Google Campus

 10:00 – 10:30 | Credenciamento

 10:30h – 10:45h | Boas vindas 

Apresentação do evento e das perguntas que conduzirão a agenda, principalmente Como podemos melhorar a forma como construímos consenso em torno dos desafios das cidades?

 Regina Siqueira  

Diretora-presidente da Comunitas, realizadora do encontro. A organização da sociedade civil brasileira tem como objetivo contribuir para o aprimoramento dos investimentos sociais corporativos e estimular a participação da iniciativa privada no desenvolvimento social e econômico do país.

 Rayne Ferretti Moraes 

Oficial Nacional para o Brasil do ONU-Habitat (Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos), parceiro na realização do encontro. Há treze anos na organização, trabalhou como Ponto Focal para diversos países da América Latina e do Caribe em temas como meio ambiente, mudanças climáticas, segurança urbana, juventude e gênero, mas desde 2011 é a responsável pelos programas e projetos implementados pelo ONU-Habitat no Brasil.

 

11:00h –  12:30h | Roda sobre boas práticas em governança urbana: experiências inovadoras

 Mediador: Natália Garcia 

Jornalista criadora do Cidades para Pessoas, plataforma que investiga a vida urbana em expedições por cidades do Brasil e do mundo usando como ferramentas a apuração jornalística e o desenho de observação.

 Regina Siqueira 

Programa Juntos e “A governança compartilhada na prática”

Liderado pela Comunitas, o Programa Juntos reúne alguns dos maiores líderes brasileiros do setor privado, empenhados em investir recursos financeiros, experiências e competências técnicas, com a proposta de mostrar que a iniciativa privada, a sociedade e os municípios, unidos, podem investir em inovação, promovendo impactos realmente transformadores na realidade dos municípios brasileiros.

Atualmente, o Juntos está presente nas cidades de São Paulo (SP), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Campinas (SP), Petrolina (PE), Caruaru (PE), Curitiba (PR), Juiz de Fora (MG), Paraty (RJ), Pelotas (RS), Santos (SP), Teresina (PI), Itirapina (SP) – atingindo mais de 24 milhões de cidadãos.

 Sérgio Besserman 

Governança Urbana

Economista e ambientalista, Besserman é presidente do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Também é professor de economia brasileira da Pontifícia Universidade Católica de Rio de Janeiro, membro do conselho diretor da WWF Brasil, e comentarista de sustentabilidade na Globonews e da cidade na rádio CBN.

 Luti Guedes 

Coordenador da equipe Brasil da Fundación Ciudadano Inteligente, organização da diversidade política, cultural, social, religiosa e sexual, que procura contribuir para uma sociedade justa e inclusiva, onde os cidadãos têm os mesmos direitos e oportunidades.

 

 12:30h – 14:00h | Intervalo 

JAM SESSIONS 

O principal objetivo da Jam Session é engajar os presentes na solução de algum problema apresentado na forma de tema ou pergunta – uma provocação para inovação. Tanto o público especializado quanto o geral estão convidados a participar. A ideia é ter um ambiente mais aberto. Cada JAM teria dois provocadores e uma cadeira aberta, para que as pessoas da plateia possam se juntar à conversa. 

 

 14:00 – 15:20 | Jam Session 1 

Entre o cidadão e a cidade. Como melhorar o fluxo de informação entre os atores sociais?

 Facilitadora: Natália Garcia 

Provocadores:

 Natália Mazzotte 

Diretora de Conteúdo e Dados da Gênero e Número – Narrativas pela equidade, iniciativa independente de jornalismo que visa aprofundar o debate de gênero.

 Fernanda Campagnucci 

Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental da Secretaria de Educação de São Paulo, atuando mais especificamente no Pátio Digital, projeto com objetivo de ampliar a transparência de governo e propor soluções tecnológicas e de pesquisa em educação pública.

 15:20h – 15:40h | Coffee Break 

 

 15:40 – 17:00 | Jam Session 2 

Entre o consenso e o conflito. Quais os caminhos para a cocriação de soluções?

 Facilitador: Rajesh Rani 

Professor de Inovação Social do Instituto Amani, organização internacional que tem a missão de desenvolver profissionais que criam impacto social.

Provocadores:

 Mariana Barros 

Jornalista, é organizadora e curadora do Esquina, série de conversas com especialistas de diversas áreas sobre cidades e arquitetura. 

 Clarisse Linke 

Diretora executiva do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), uma das organizações que lideram atualmente o debate, as ações e políticas para a promoção de transportes sustentáveis ​​em todo o mundo.

 Jamil Assis 

Gerente de Programas do Instituto Atuação, que trabalha para o desenvolvimento da democracia brasileira, com foco em participação social, transparência pública e cultura política.

 

 17:00h – 18:30h | Mesa final 

Propostas arranjos e soluções institucionais que permitam a implementação da agenda urbana através do modelo de governança compartilhada.

 

 

Deixe um comentário