participacao-feminina-na-esfera-publica-e-abordada-pela-diretora-presidente-da-comunitas-em-evento-do-mattos-filho

Participação feminina na esfera pública é abordada pela diretora-presidente da Comunitas em evento do Mattos Filho

Afirmando o compromisso pela igualdade e o respeito pela diferença, a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves, foi uma das convidadas para palestrar na Semana da Diversidade, evento promovido pelo Mattos Filho – um dos maiores escritórios de advocacia da América Latina e parceiro da Comunitas, no último dia 08.

O objetivo dos encontros é ampliar a discussão e o entendimento dos profissionais do escritório sobre temáticas como Igualdade de Gênero, LGBTI+, Diversidade Racial, Pessoas com Deficiência e Diversidade Religiosa, e, em especial, na perspectiva do ambiente corporativo e do mercado de trabalho.

Na mesa de debate – que também contou com a participação de Patrícia Villela Marino, presidente da Humanitas360, Tabata Amaral, co-fundadora do Movimento Acredito, e Camila Calais, sócia do Mattos Filho –, Regina levou dados alarmantes que demonstram a desigualdade que ainda impera na esfera pública, quanto o assunto é gênero.

Por exemplo, dos 5.557 prefeitos eleitos em 2016, somente 641 são mulheres – ínfimo 11,57% do total, segundo o Tribunal Superior Eleitoral. Destas, somente três foram eleitas prefeitas nas grandes cidades (grupo que possui mais de 200 mil eleitores).

Entre elas, duas parceiras do Programa Juntos: Raquel Lyra, de Caruaru (PE), e Paula Mascarenhas, em Pelotas (RS). Elas assumiram desafios para além da máquina pública, mas, também, aceitaram o compromisso de arregaçar as mangas e enfrentar.

“Com dados como esses percebemos que é nítida a desigualdade de gênero existente no mercado, seja público ou privado. Para combater essas tristes informações, é fundamental o reconhecimento desse fato por parte da sociedade e que isso se internalize como uma luta de todos. O país precisa entender os benefícios, sociais e econômicos, que geram a equidade entre homens e mulheres”, disse Regina.

 

Compartilhe esse conteúdo!:

Deixe um comentário