liderancas-publicas-e-privadas-se-reunem-no-para-e-debatem-futuro-da-parceria

Lideranças públicas e privadas se reúnem no Pará e debatem futuro da parceria

Estado parceiro desde 2017, essa foi a primeira reunião oficial com a nova chefia executiva estadual. O momento serviu para apresentar e debater novos projetos.

Foi realizada, hoje (13), mais uma reunião de Governança da parceria entre o Programa Juntos e o Governo do Pará. O encontro contou com a participação da diretora-presidente da Comunicas, Regina Esteves; do governador do Pará, Helder Barbalho; de dois membros da Governança do Programa Juntos, José Roberto Marinho e Hugo Barreto; além de secretários de diversas pastas, especialistas em gestão pública e lideranças do setor privado da região.

“Nosso modelo é de governança compartilhada, onde todos os líderes privados e gestores públicos possam sentar para cocriar ações estruturantes, sustentáveis, que sirvam para serem replicadas para todos os municípios de um Estado”, explicou Regina Esteves.

Leia também: Comunitas na Exame | Choque de gestão no Pará é exemplo para cidades brasileiras

Durante a reunião, a nova administração do governo estadual apresentou as potencialidades para o desenvolvimento do Estado. “Não é só o equilíbrio fiscal que deve ser buscado, mas também a saúde financeira, tanto do Estado quanto dos municípios, uma vez que não adianta cumprir os limites da LRF [Lei de Responsabilidade Fiscal], se não tem capacidade pra investir e desenvolver a sociedade”, disse o governador Helder Barbalho. Questões relacionadas à segurança pública também foram apresentadas pelo governo, à exemplo do projeto Territórios pela Paz.

Ainda durante o encontro, houve a apresentação da Iara – uma assistente virtual criada pela Comunitas especialmente para auxiliar os municípios brasileiros na busca pelo equilíbrio das contas públicas.

A assistente nasceu a partir de uma dinâmica realizada com os servidores públicos do Estado do Pará, por meio de uma oficina de cocriação que buscou, em cinco passos, compreender melhor qual era a visão dos servidores paraenses a respeito do processo envolvido no CAUC – espécie de “Serasa” para as prefeituras. Durante o processo, foram conhecidas as dificuldades obtidas ao longo do procedimento e também quais eram as expectativas dos participantes acerca da assistente virtual criada.

Leia também: Em nova publicação, Comunitas explica detalhes do projeto de gestão fiscal realizado com o Governo do Pará

Para garantir o equilíbrio fiscal do Pará, a Comunitas e o Governo do Estado – com apoio do Instituto Humanize, implementaram mais de 120 ações nos 73 municípios que participaram da iniciativa. Além disso, 567 servidores foram capacitados para que acompanhem e auxiliem os municípios na sustentabilidade dos resultados. O objetivo da Iara é garantir suporte contínuo aos servidores públicos do Pará para que os resultados sejam mantidos.

A robô virtual responde perguntas que servidores públicos – não somente do Pará, mas de todo o Brasil – possam ter a respeito das pendências do CAUC. Uma vez que as pendências estão resolvidas no CAUC, os municípios tornam-se aptos a receberem transferências voluntárias de diversas fontes, além de poderem celebrar novos empréstimos podendo, então, designar mais recursos para diferentes setores de seu município.

Iara é um chatbot fundamentado em inteligência artificial, o que significa que ela tenta reproduzir a capacidade de um ser humano em raciocinar. Através de um denso banco de dados, Iara ganha autonomia para responder sozinha questões sobre o CAUC.

“Uma das servidoras paraenses responsáveis por liderar o trabalho acabou sendo contemplada com uma bolsa de estudos oferecida pela Comunitas, com intuito de assegurar a manutenção do projeto”, disse a diretora-presidente.

Deixe um comentário:

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email