investimentos-e-educacao-sao-temas-do-terceiro-dia-de-curso-promovido-pela-comunitas-nos-eua

Investimentos e educação são temas do terceiro dia de curso promovido pela Comunitas nos EUA

Grupo de líderes brasileiros completam o terceiro dia do curso International Program for Public Leaders em Washington, DC

Como funcionam os mercados de capitais e como catalisar investimentos privados foram dois dos temas abordados na palestra de abertura do terceiro dia do curso de atividades do International Program for Public Leaders in Washington DC, curso correalizado pela Comunitas e a Leadership Academy for Development (LAD) – projeto do Center on Democracy, Development and the Rule of Law (CDDRL), parte do Freeman Spogli Institute for International Studies da Universidade de Stanford, e elaborado em parceria com a Escola Johns Hopkins de Estudos Internacionais Avançados.

Leia também: Parceria público-privada é foco no primeiro dia de curso promovido pela Comunitas nos Estados Unidos 

“Para empresas buscando investimentos, informação é a única e determinante variável para tomar decisões”, explicou o professor Roger Leeds, presidente fundador da Emerging Markets Private Equity, que foi membro sênior da equipe da International Finance Corporation. “O investidor brasileiro está acostumado a investir a curto prazo, a alta taxa de juros não tornava o private equity tão atrativo”, disse Manoel Cintra, membro da governança do Programa Juntos.

Os participantes discutiram por que é tão difícil angariar investimentos em reais, o impacto das taxas de juros e como aumentar a capacidade de investimento brasileira. Mais uma vez, as trocas de experiências agregaram ao debate. “Estamos criando um fundo de 100 milhões de reais que tem 90% de capital privado para investir em pequenas e médias empresas na periferia de São Paulo, é o primeiro no Brasil e as perspectivas de alavancar investimentos nas comunidades são muito boas”, disse Filipe Sabará, presidente do Fundo Social de São Paulo.

Leia também: Estudos comportamentais e uso da tecnologia dão o tom no segundo dia de curso promovido pela Comunitas nos EUA 

Divididos em grupos, os líderes discutiram as contagens e desvantagens da privatização do sistema de distribuição de eletricidade em Uganda. “Privatizar não quer dizer que o Estado não tem responsabilidade, a regulação é fundamental quando se trata de bens públicos como este”, explicou Leeds. É o caso do Pará, que teve as operações privatizadas em 1998 e já mudou de mãos três vezes. “Estamos atuando para estabelecer um convênio entre a agência reguladora, que é nacional, e o Estado. Buscamos mais informações sobre a formação das tarifas, já que o Pará é produtor e exportador de energia, mas paga a terceira maior taxa do país. Queremos garantir que as perdas estejam sendo reduzidas”, disse o governador .

À tarde, foi a vez de discutir políticas para a Educação. Os líderes aprenderam com a experiência americana em uma aula com Emily Langhorne, diretora do Progressive Policy Institutes’s Reinventing America’s School Project, que trabalhou para as escolas públicas, e Nat Malkus, vice-diretor de política educacional do American Enterprise Institute (AEI). Em seguida, o professor Kent Weaver, membro sênior do programa de estudos sobre governança da Brookings Institution e professor de políticas públicas e governo da Georgetown University, discutiu com os participantes o tema da avaliação e métricas de desempenho para gestão a partir do caso da prefeitura de Washington, que foi seguida de um debate sobre qualidade de gestão.

O prefeito de Campinas e presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, participa pela segunda vez do curso internacional organizado pela Comunitas e vê experiências como estas podem agregar a gestão pública brasileira.

Nós estamos entre prefeitos, governadores, empresários da iniciativa privada em um curso organizado pela Comunitas, que nos permite ter contato com várias situações do mundo todo, problemáticas do dia-a-dia da vida pública e estudar esses casos em busca de solução. Voltaremos com mais capacidade e poder de resolver nossas questões locais.

 

 

A Comunitas

A Comunitas é uma organização da sociedade civil brasileira que tem como objetivo contribuir para o aprimoramento dos investimentos sociais corporativos e estimular a participação da iniciativa privada no desenvolvimento social e econômico do país.

Por meio do envolvimento de diversos atores, estimula e fomenta ações conjuntas com o propósito comum de promover o desenvolvimento sustentável por meio da parceria de líderes empresariais, engajados nas várias frentes de atuação da Comunitas.

É a segunda vez que a Comunitas promove a ida de lideranças públicas para capacitação e troca de experiências em universidades renomadas mundialmente. Em 2018, a organização coordenou o Accelerating Growth in Brazilian Cities – Special Program for Brazilian Mayors, em uma das mais renomadas universidades do mundo, a Universidade de Columbia, em Nova Iorque (EUA).

Leia também: Comunitas na Exame | Políticos brasileiros vão à escola em Nova York

Deixe um comentário:

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email