grupo-de-debates-bisc-encontro-debatera-a-construcao-de-ferramenta-de-avaliacao

Grupo de Debates BISC | Encontro debaterá a construção de ferramenta de avaliação

Nessa nova rodada de debates, o Grupo buscará explorar possíveis caminhos para enfrentar os desafios apontados em encontros anteriores.

No próximo dia 22, a Comunitas realizará mais uma edição do Grupo de Debates BISC. O encontro reúne exclusivamente representantes de empresas integrantes do grupo do Benchmarking do Investimento Social Corporativo (BISC), para dar continuidade aos debates sobre o tema da avaliação dos investimentos sociais corporativos.

Em sua 6ª edição, o Grupo de Debates discutirá a construção, coletiva, de uma ferramenta capaz de avaliar o retorno dos investimentos sociais para as corporações integrantes do BISC. Analisar os resultados obtidos pelos investimentos sociais realizados é fundamental para as organizações, influenciando decididamente no gerenciamento e direcionamento mais eficaz dos investimentos, resultando na ampliação dos impactos sociais na comunidade.

Durante a reunião, o Grupo buscará explorar os possíveis caminhos para enfrentar os desafios apontados em encontros anteriores, debatendo questões como “o que queremos avaliar?”, “que informações queremos obter?”, “ a quem devemos perguntar?” e “quais serão os parâmetros para avaliar os resultados?”.

 

 

 

Grupo de Debates BISC

Para o encontro são convidadas empresas participantes do BISC, fazendo com que compartilhem, entre o grupo, a metodologia e os instrumentos utilizados para captação, divulgação de resultados aos diferentes parceiros, bem como os desafios e as estratégias utilizadas nos projetos de investimento social.

Sobre o BISC

Liderado pela Comunitas, o relatório BISC (Benchmarking do Investimento Social Corporativo) é uma ferramenta criada para o acompanhamento anual dos investimentos sociais privados no Brasil. Com a pesquisa, é possível aferir a evolução dos compromissos sociais das empresas participantes do grupo, extrair a percepção dos gestores sobre a qualidade das aplicações, buscar novos temas para subsidiar a formulação de estratégias e melhorar a contribuição para o desenvolvimento do país. Além disso, por meio de uma parceria abrangente e inovadora com o CECP e com a Exchange, consegue-se comparar esses investimentos com padrões internacionais.

Deixe um comentário:

Deixe um comentário

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email