gabinete-avalia-trabalho-integrado-das-forcas-policiais-no-pacto-pelotas-pela-paz

Gabinete avalia trabalho integrado das forças policiais no Pacto Pelotas pela Paz

Executivo, judiciário e órgãos de segurança discutiram ainda o transporte de apenados para as audiências.

A avaliação dos indicadores criminais nos 12 meses de atuação do Pacto Pelotas pela Paz e a condução de apenados para audiências no Foro da comarca pelotense foram as pautas abordadas na reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), que ocorreu na tarde desta quinta-feira (13), junto à Sala do Pleno na Secretaria de Segurança Pública (SSP). Representantes do executivo, judiciário e forças de segurança participaram do encontro.

A prefeita Paula Mascarenhas mediou a reunião, que pela primeira vez contou com a presença do general Ernesto de Lima Gil, da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada; do tenente-coronel Márcio Roberto Galdino, do Comando Regional de Polícia Ostensiva Sul (CRPO/Sul); e do coordenador regional da Defesa Civil, tenente-coronel Rodrigo Dutra. Paula destacou a importância da integração das forças policiais na busca coletiva por soluções e agradeceu o compromisso de todos ao longo dos últimos meses.

“Estamos começando a ver os resultados que nos dão sustentabilidade para manter o trabalho. Que continuemos nesse esforço coletivo, com reflexos para a população”, disse a chefe do executivo municipal.

Dentre as conquistas da atuação integrada dos efetivos, os secretários de Transporte e Trânsito, Flávio Al-Alam, e Segurança Pública, Aldo Bruno Ferreira, enfatizaram alguns locais considerados pontos críticos para a perturbação de sossego público – como as avenidas Dom Joaquim, Duque de Caxias, Bento Gonçalves e o entorno da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) -, em que hoje nota-se a diminuição de ocorrências. Já o delegado de polícia regional Márcio Steffens, apontou o cruzamento de dados feito pelo Observatório de Segurança Pública, como essencial na visualização dos crimes como um todo e na obtenção de informações que antes não se tinha, como o número total de veículos recuperados, por exemplo.

Com o objetivo de manter a gestão transparente e atualizar a sociedade sobre as ações, será realizada uma coletiva à imprensa, na próxima semana, no Salão Nobre do Paço Municipal, para apresentação dos resultados do eixo de Policiamento e Justiça do Pacto Pelotas pela Paz neste primeiro ano de trabalho.

Audiências

Uma das problemáticas debatidas no GGI-M foi a condução dos apenados do Presídio Regional de Pelotas para as audiências no Foro. Devido à falta de recursos e de veículos para realizar o transporte, os agentes da Susepe não têm conseguido manter a frequência; por dia, são realizados até 17 julgamentos.

A Guarda Municipal já auxilia no translado com escolta e micro-ônibus em alguns dias, mas na próxima semana as demais entidades que participam do Gabinete discutirão como otimizar as ações para garantir, conjuntamente, a presença dos apenados.

Da Prefeitura, integram o GGI-M as secretarias de Segurança Pública, Transporte e Trânsito, Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana e Qualidade Ambiental. O CRPO/Sul, o 4º Batalhão de Polícia Militar, o 3º Batalhão de Bombeiros Militar, a 2ª Companhia de Bombeiros Militar, o Instituto Geral de Perícias, o Foro de Pelotas, Polícia Civil, Consepro, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Exército, Polícia Federal, 7ª Delegacia da Polícias Rodoviária Federal, Ministério Público, 5ª Delegacia Penitenciária Regional, Susepe e 3ª Companhia do Batalhão Ambiental da Brigada Militar também integram a iniciativa.

 

Postado originalmente no portal da Prefeitura de Pelotas.

 

Deixe um comentário:

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email