em-busca-de-projetos-inovadores-comitiva-do-juntos-visita-medellin-na-colombia

Em busca de projetos inovadores, comitiva do Juntos visita Medellín, na Colômbia

Cidade é conhecida por ter passado, rapidamente, de colônia subdesenvolvida a uma cidade de nível mundial.

Busca por inovação e projetos de alto impacto para a sociedade. Com esse intuito, uma comitiva da Comunitas, formada por Regina Célia Esteves de Siqueira, diretora-presidente da organização, José Roberto Marinho, um dos membros da Governança do Programa Juntos, Jonas Donizette, prefeito de Campinas (SP) e Silvio Bernardin, Secretário de Assuntos Jurídicos de Campinas, desembarcou em Medellín, na Colômbia, para conhecer melhores práticas de inovação social desenvolvidas na cidade.

O grupo esteve no município entre os dias 22 e 26 de maio, sendo recebido pelo prefeito Frederico Gutiérrez Zuluaga, que apresentou alguns projetos como a Ruta N, centro de inovação, formação de talentos, acesso a capital e compartilhamento de infraestratutura para organizações que atuam na promoção da inovação social, criado com o objetivo de posicionar a cidade como uma potência de exportação no mercado de tecnologia, aumentando a competitividade da região; e também a Fastrack Institute, uma organização sem fins lucrativos que acelera a tecnologia na sociedade, propondo soluções em inovação,  resultando em impactos positivos que  afetem diretamente a vida do cidadão.

Segundo o prefeito, Jonas Donizette, a intenção da administração é desenvolver distritos de inovação, como o Ruta N, resultando na recuperação de áreas da cidade. “Vim para falar de programas que fizemos em Campinas e também levar daqui experiências”, expressa Donizette.

Segundo município mais populoso da Colômbia, Medellín foi escolhida para a visita devido aos projetos desenvolvidos pela administração pública, que tornaram a cidade, rapidamente, de uma colônia subdesenvolvida a uma cidade de nível mundial – em 2016, Medellín venceu o Lee Kuan Yew World City Prize, prêmio internacional mais importante de urbanismo e desenvolvimento do mundo, considerado o “Nobel das Cidades”.

Para Regina Esteves, a troca de boas práticas na gestão pública é de grande aprendizado para a Comunitas. “Em Medellín, o setor privado decidiu tomar a frente das mudanças positivas planejadas para a cidade, incluindo a população por meio da cocriação de todas as soluções, como estratégia de aderência e pertencimento”. Além disso, segundo a diretora-presidente, a cidade entende a mobilidade como estratégia de inclusão e redução das desigualdades, integrando a população por meio do acesso digno. Outro ponto importante é o investimento prioritário nas comunidades de baixa renda, com escola integral universalizada de 0 a 5 anos, e centros esportivos, culturais e bibliotecas funcionando de forma continuada nas comunidades.