educacao-infantil-de-paraty-trabalha-habilidades-socioemocionais

Educação infantil de Paraty trabalha habilidades socioemocionais

Cerca de 100 professores, auxiliares de ensino e pessoal de apoio das escolas de ensino infantil em Paraty (RJ) participaram da primeira formação integrada do programa de desenvolvimento socioemocional da educação infantil – SEMENTES.

Coordenado pela pedagoga Ana Luiza Colagrossi, a frente de desenvolvimento socioemocional da educação infantil tem o apoio da Comunitas – por meio do Programa Juntos, e se soma a outras iniciativas para promover a empatia e fortalecer a ambiência inclusiva na rede municipal de ensino.

Durante a formação, Ana Luiza Colagrossi apresentou a equipe do SEMENTES e destacou que o projeto vai trabalhar diretamente nas escolas da rede, procurando engajar também os pais de alunos. Ao todo, serão beneficiados cerca de mil alunos de 3 a 5 anos de 16 creches e escolas municipais.

A coordenadora de ensino infantil da rede municipal, Nina Silva, agradeceu o apoio da Comunitas para este novo projeto e destacou que só quem atua diretamente com a educação infantil compreende a importância de se respeitar e trabalhar a dimensão humana das crianças que ingressam nas creches e escolas infantis. Ela citou o exemplo de uma professora que descobriu que uma de suas alunas sentia sono na sala de aula porque tinha que revezar a única cama disponível em sua casa com os irmãos. A partir daí, segundo ela, a professora passou a respeitar o “tempo” da aluna e até permitiu que ela dormisse em alguns momentos. “São crianças e precisam ser respeitadas como tal”, disse Nina.

Ana Luiza Colagrossi disse que a primeira etapa do trabalho em Paraty envolve a escuta dos profissionais de educação e das famílias. Em rodas de conversa, professores e servidores presentes no encontro fizeram uma avaliação da percepção do seu trabalho e do convívio diário com os alunos da educação infantil.

Na próxima etapa da frente, a equipe do SEMENTES estará nas escolas “polo” da educação infantil e nas creches municipais, acompanhando de perto o trabalho de professores, ADIs e pessoal de apoio e avaliando o engajamento da comunidade na rotina das escolas.

Comente:

Compartilhe esse conteúdo!:

Deixe um comentário

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email