Copyright © 2017 - Comunitas
durante-o-urban-thinkers-campus-comunitas-promove-workshop-sobre-inovacao-social

Durante o Urban Thinkers Campus, Comunitas promove workshop sobre inovação social

Um dos propósitos da Comunitas é o desenvolvimento de novas lideranças públicas por meio do aprimoramento e fortalecimento de competências e habilidades. Por esse motivo, a organização contempla diversos servidores públicos com bolsas de estudo em cursos com módulos internacionais.

LEIA MAIS: Conheça os gestores públicos contemplados com bolsas de estudo do MLG

Durante o Urban Thinkers Campus (UTC), iniciativa organizada pela Comunitas no último dia 13, esses bolsistas tiveram um espaço especial para debater sobre inovação e desenvolvimento de ações para impacto social, por meio de um workshop realizado em paralelo ao UTC.

Foto: Lucas Chiereguini

A oficina foi promovida pelo Instituto Amani – organização internacional que tem a missão de desenvolver profissionais que criem soluções para os problemas sociais – com objetivo de promover uma troca de metodologias entre as lideranças e o Instituto, gerando mais ações de impacto e inovação social.

Durante o encontro, o grupo apontou os desafios de se pensar inovação dentro do setor público. Como exemplo, o tempo do processo interno do governo contra o próprio tempo da inovação. “Para criar um aplicativo, é necessário que o projeto passe por todo o longo e moroso processo de licitação, enquanto na própria equipe existem pessoas qualificadas para criar”, conta Ana Paula Bertolin, da Secretaria da Informação e Tecnologia de Curitiba.

Foto: Lucas Chiereguini

LEIA MAIS: Comunitas lança publicação para contribuir com inovação tecnológica na gestão pública

As prefeituras sempre trabalham contra o tempo. Muitas vezes, quando determinado projeto é desenvolvido, já existem outras novas demandas, com diferentes características e que dependem de outras ações. “O desafio do governo é ter a agilidade que o mundo tem em se adaptar. É necessário prever o futuro em uma perspectiva em curto prazo, já que a velocidade com que as coisas mudam é difícil uma previsão em longo prazo”, continua Bertolin.

Ainda, o grupo concorda que é necessária uma inovação estrutural dentro do Governo. “Não se faz inovação social sem pessoas inovadoras, diz Marilia de Souza, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep).

Foto: Lucas Chiereguini

 

De quem é a cidade? | Clique aqui e confira como foi o Urban Thinker Campus Brazil!

Deixe um comentário