comunitas-visita-cidade-de-palhoca-para-conhecer-acoes-de-inovacao

Comunitas visita cidade de Palhoça para conhecer ações de inovação

“Nós buscamos ideias inovadoras que já estão em prática nas cidades brasileiras e levamos a outros municípios. O Inova Palhoça é uma dessas ideias pioneiras que inspira e que precisa ser disseminada”, explica a diretora executiva do Comunitas, Regina Esteves.

Foto: Prefeitura de Palhoça

Durante a manhã de ontem (25), a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves, e o membro da governança do Programa Juntos, José Roberto Marinho, participaram de um encontro na Prefeitura de Palhoça (SC) para conhecer as ações do Inova Palhoça e InovAmfri, desenvolvidas nos municípios da Foz do Vale do Rio Itajaí e em Palhoça.

O objetivo do encontro é conhecer boas práticas que podem virar cases de replicabilidade para demais localidades, por meio, inclusive, da plataforma digital Rede Juntos. Isso porque, de acordo com a diretora-presidente da Comunitas, a proposta é disseminar essas práticas por meio de exemplos de como o cidadão pode participar e apoiar na melhoria da gestão pública. “Precisamos de propostas com visão de Estado e não de governo. Aqui em Palhoça percebemos que foi feito o diagnóstico do problema, o planejamento e a cocriação”, destacou.

Marcelo Fett, presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Palhoça e ex-secretário municipal da mesma área, contou sobre como a prefeitura conseguiu aumentar em 40% a arrecadação do Imposto Sobre Serviços (ISS) em quatro anos depois da implementação do programa Inova Palhoça. Segundo ele, isso aconteceu porque percebeu-se que a cidade crescia, mas não se desenvolvia. “O PIB crescia, mas o IDH não melhorava. Então a nossa sugestão foi mudar o eixo econômico da cidade, que antes era focado na construção civil. Passamos então a intensificar as ações em inovação — explicou o ex-secretário.

Sob o guarda-chuva do projeto foram criados outras ações como o fundo municipal de inovação e o programa Salto, usado para incentivar empresários locais com métodos de aprendizado das técnicas de abertura de empresa. A prefeitura então passou a implantar ações em duas frentes: incentivos para que novas empresas se instalassem na cidade e fortalecimento das firmas já abertas em Palhoça. O sucesso, relatou Fett, não está só no incentivo fiscal, mas também em outras formas de apoio como as contrapartidas exigidas dos empresários.

Pelos dados da prefeitura, 75% das empresas participantes de todo o projeto Salto tiveram crescimento no faturamento. Segundo o prefeito Camilo Martins, o fundamental no Inova Palhoça foi a parceria com empresas. Em 2017, 500 novas empresas se instalaram somente no parque tecnológico montado na Pedra Branca. Além disso, desde 2013 o programa incentivou a abertura de 3 mil novas empresas.

Foto: Prefeitura de Palhoça

Já o projeto de desenvolvimento sustentável da InovAmfri, que contempla os 11 municípios da Associação dos Municípios do Rio Itajaí (Amfri), foi apresentado pelo presidente do conselho do projeto, Paulo Bornhausen. Segundo ele, a proposta busca através de soluções inovadoras, do planejamento e da capacitação, preparar a região para a nova economia tornando-a competitiva com o uso otimizado dos recursos naturais.

Agora vamos incluir esses trabalhos nos nossos seminários temáticos. São ações como essa que vão mudar o Brasil José Roberto Marinho, membro do Núcleo de Governança do Programa Juntos

 

 

Com informações do jornal Diário Catarinense.

Comente:

Deixe um comentário

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email