com-apoio-do-juntos-curitiba-2035-mira-na-consolidacao-da-governanca-do-projeto

Com apoio do Juntos, Curitiba 2035 mira na consolidação da governança do projeto

A Comunitas integra o Comitê Executivo do Curitiba 2035, ao lado do Sistema FIEP e da Prefeitura de Curitiba.

Mirando a construção de um planejamento estratégico, com objetivos de longo prazo, tendo propósito uma cidade mais sustentável, inovadora e humanizada, o Curitiba 2035 realizou mais uma Reunião dos Comitês Temáticos no dia 14 de março.

Com a participação de diversas organizações relacionados ao setor público, iniciativa privada, academia e sociedade civil, o encontro serviu para fortalecer a estruturação da governança do projeto, responsável por orientar as diretrizes propostas no planejamento, aproximar e integrar os atores envolvidos na implementação das ações, e, também, acompanhar a evolução da execução. A proposta é realizar, mensalmente, reuniões junto com o Comitê Gestor da iniciativa, até o final do ano.

Além disso, essa nova etapa, iniciada em novembro de 2018, tem como finalidade a construção da matriz de responsabilidades, uma espécie de dispositivo com o qual as instituições assumem sua responsabilidade dentro do planejamento estratégico. A articulação com a Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e a aproximação com o Governo do Paraná também estão entre os resultados esperados para essa fase do Curitiba 2035.

A Prefeitura de Curitiba, inclusive, já formou grupos de trabalho para a montagem da matriz de responsabilidade e definiu uma agenda de encontros dos grupos, divididos por temas, e reuniões para tratarem de temas que sejam transversais. A administração municipal ainda apresentou a primeira planilha de responsabilidade, ainda em fase de conclusão.

“O fato da atual gestão municipal de Curitiba ter assumido o compromisso e estar engajada em um projeto que foi iniciado na administração anterior, demonstra a importância do Curitiba 2035. É isso que o Programa Juntos quer para o Brasil: uma agenda sustentável de Estado, não projetos de governos”, explicou a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves.

Primeira etapa: construção de um planejamento prospectivo

Após a realização de reuniões e painéis estratégicos com especialistas, que contaram com a participação de mais de 800 pessoas, a primeira fase do Curitiba 2035 – denominada “Inteligência Coletiva” foi encerrada com 1148 ações de curto, médio e longo prazo.

Em maio de 2018, foi apresentada a publicação que sistematizou as ações de curto, médio e longo prazo, definidas para o Curitiba 2035, cocriadas entre diferentes órgãos da sociedade, após inúmeras reuniões. A publicação está servindo de guia no caminho a ser percorrido para a concretização do futuro desejado para a cidade.

Deixe um comentário:

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email