com-apoio-da-comunitas-curitiba-2035-apresenta-metas-para-o-desenvolvimento-sustentavel

Com apoio da Comunitas, ‘Curitiba 2035’ apresenta metas para o desenvolvimento sustentável

Publicação apresentada contém ações de curto, médio e longo prazo, que servirão de guia para o desenvolvimento socioeconômico da capital paranaense. O Curitiba 2035 é uma iniciativa da Prefeitura de Curitiba, Comunitas, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).

Foi dado ontem (08) mais um passo em busca do desenvolvimento sustentável de Curitiba (PR), em um encontro que contou com a participação de figuras importantes, como o prefeito Rafael Greca, o presidente do sistema FIEP, Edson Luiz Campagnolo, a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves, e os membros do Núcleo de Governança do Programa Juntos, José Roberto Marinho e Fábio Ermírio de Moraes. Contou, também, com a presença dos gestores municipais, lideranças empresariais, representantes da academia e sociedade civil organizada.

Durante a reunião, foi apresentada a publicação que sistematiza as ações de curto, médio e longo prazo, definidas para o Curitiba 2035, cocriadas entre diferentes órgãos da sociedade, após inúmeras reuniões. A publicação servirá de guia no caminho a ser percorrido para a concretização do futuro desejado para a cidade.

Leia mais: Gazeta do Povo | Futuro de Curitiba em nove áreas é tema de planejamento estratégico

A outra importante pauta da reunião foi a apresentação da matriz de responsabilidade da iniciativa para o próximo ano e a definição das atribuições do comitê executivo, gestor e temático. Como resultado, foram realizadas as indicações das lideranças e secretariais responsáveis por cada Comitê Temático de desenvolvimento da cidade.

O Comitê que debate Educação e Conhecimento, por exemplo, tem como indicação a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e como secretaria o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (SINEPE). Já o Comitê de Desenvolvimento Socioeconômico tem o Sebrae como indicado para liderar, e como secretaria a Endeavor – maior organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores de alto impacto.

Segundo Marilia Souza, Gerente dos Observatórios da FIEP, a matriz é uma espécie de dispositivo, com o qual as instituições assumem sua responsabilidade dentro do planejamento estratégico. Ainda de acordo com ela, essa atribuição é adotada por cada organização, que analisa suas capacidades e assume o compromisso que lhe cabe.

“Não adianta, não é justo e não é sensato a gente esperar que alguém construa o futuro que nós queremos. Todos nós podemos construir esse futuro”, disse.

Para Regina Esteves, é fundamental definir os responsáveis por cada Comitê para que haja sustentabilidade nos objetivos definidos no planejamento. “O Curitiba 2035 é uma forma de construir uma gestão pública participativa, perene e transparente, sendo essencial fomentar o envolvimento da sociedade local na construção e no acompanhamento do planejamento, para que o resultado obtido atenda aos anseios de diferentes atores sociais e transpassem mandatos governamentais”, explicou.

VÍDEO: Paraná TV | Projeto Curitiba 2035 planeja a cidade do futuro

Para Fábio Ermírio de Moraes, a marca desta construção é o modo compartilhado para torná-la realidade. “Através do engajamento de toda a sociedade, numa visão de longo prazo, temos possibilidades concretas de tornar essa experiência significativa, ainda mais numa cidade inovadora como Curitiba”, afirmou.

Desenvolvimento do Curitiba 2035

O Curitiba 2035 foi planejado partindo do estudo prospectivo e considerando as evoluções dos últimos 5 anos, com intuito de preparar o município para um crescimento ordenado e em sinergia com os princípios de sustentabilidade, aproveitando de forma consciente as oportunidades e investimentos, priorizando a qualidade de vida e bem-estar da população.

Até o momento, foram realizadas três Reuniões do Comitê Gestor, três Painéis Estratégicos, nove Painéis de Especialistas Temáticos, com cerca de 800 participantes.

Durante esses encontros, foram definidas as áreas prioritárias para o Curitiba 2035: Desenvolvimento Socioeconômico, Cidade da Educação e do Conhecimento, Governança, Segurança, Mobilidade e Transporte, Saúde e Qualidade de Vida, Meio Ambiente e Biodiversidade, Planejamento e Gestão Urbana, e Coexistência em uma Cidade Global – que, juntas, somam mais de 1000 ações para implementação.

A nova fase do projeto terá a finalidade de promover a participação de todos os atores chaves, em uma oportunidade única de assumir um compromisso na construção de cidades voltadas para o cidadão – intitulada Engajamento Coletivo.

O Comitê Gestor do Curitiba 2035 é composto por ISAE-FGV, PUC-PR, SINEP, UFPR, UP, UTFPR, Sistema FIEP, Fecomercio, GRPCOM, Sebrae, Icities, Comunitas, DIEESE, Endeavor, IBQP, Instituto Jaime Lerner, Instituto Lactec, Fundação Avina, Instituto Atuação, Sociedade Global, Movimento, Nossa Curitiba, e Pró-Metrópole.

 

Clique aqui e faça o download da publicação.

Comente:

Compartilhe esse conteúdo!:

Deixe um comentário

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email