adote-um-vereador-campanha-anticorrupcao-ja-esta-presente-em-mais-de-100-cidades-brasileiras

Adote um Vereador: Campanha anticorrupção já está presente em mais de 100 cidades brasileiras

Proposta tem objetivo de estimular a população a acompanhar e fiscalizar as atividades dos administradores municipais.

Incentivar a sociedade a assumir um papel mais participativo na gestão pública. Com esse objetivo o Observatório Social do Brasil está criando uma rede de cidadãos fiscalizadores dos gestores públicos brasileiros, por meio do projeto “Adote Um Vereador”. Desde 2008, diversos voluntários, entre estudantes, empresários e aposentados, acompanham atentamente as propostas em debates na câmara e cobram diretamente de cada vereador o cumprimento integral do dever e transparência nos gastos do dinheiro público.

Segundo o Observatório, atualmente são 3.000 voluntários participantes que, somente entre 2013 e 2016, impediram o desperdício de mais de R$ 1,5 bilhão aos cofres de 50 cidades. A previsão é de que, até o final de 2017, a economia atinja mais de R$ 2 bilhões, com a criação de mais de 90 novos observatórios.

A primeira regra para participar é não ser filiado a nenhum partido político, nem trabalhar nos órgãos observados. As cobranças a respeito do desempenho do gestor escolhido são realizadas por publicações e comentário nas redes sociais e blogs, além de e-mails e ligações diretamente para o gabinete da liderança ou acompanhamento pessoal na câmera – cada voluntário recebe manuais de procedimento, check list e materiais de comunicação oficiais do OBS, como e-mail, site e logomarca.

As informações coletadas são apresentadas à população em geral e veículos midiáticos por meio do Relatório Quadrimestral do OSB. Caso as irregularidades observadas não sejam corrigidas pelo político, são levadas para conhecimento dos órgãos de fiscalização competentes, como Ministérios Públicos e Tribunais de Contas.

Para inscrever-se, o interessado deve entrar em contato diretamente com o Observatório Social pelo site, página da rede social ou telefone de contato disponível para sua cidade.

 

*Foto: Luiz Alves / Secom-Câmara

Deixe um comentário:

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email