acoes-pela-paz-resultam-em-ocorrencia-zero-no-carnaval-em-pelotas

Ações pela paz resultam em ocorrência zero no carnaval em Pelotas

Integração entre polícia foi responsável pela segurança durante os três dias de festa. Ações do Pacto Pelotas pela Paz são desenvolvidas em parceria com Comunitas

A gestão e atuação integrada entre as polícias, uma das estratégias implementadas pelo Pacto Pelotas pela Paz, deu o tom de tranquilidade para o carnaval pelotense, que terminou com nenhuma ocorrência policial registrada no período, de acordo com o levantamento realizado pelo 4º Batalhão de Polícia Militar.

Leia mais: Pela primeira vez, Pacto Pelotas pela Paz reúne todos os membros dos órgãos de segurança da cidade

A integração entre os órgãos de segurança pública foi o diferencial para manter a segurança durante os festejos, e, também, no entorno da cidade. Além disso, pela primeira vez, o policiamento contou com câmeras de monitoramento, que foram acompanhadas pelo Centro Integrado de Operações Municipais da Guarda Municipal e, também, por policiais militares.

“O reforço integrado foi o que fez a diferença. As viaturas circularam durante todo o tempo e acompanharam também os trajetos de quem veio de ônibus. Isso tudo colaborou para termos um Carnaval com a maior proteção registrada até hoje”, avaliou o secretário de Segurança Pública de Pelotas, Aldo Bruno Ferreira.

Teve até o Bloco da Paz, que convidou a população a levar mensagem pacífica para o carnaval. Formado por servidores municipais e apoiado pela Associação das Entidades Carnavalescas de Pelotas (Assecap), o bloco mostrou que a conscientização por uma cidade mais pacífica pode ser um grande tema a embalar o Carnaval.

Fotos: Gustavo Mansur

Pacto de resultados

Iniciativa da prefeitura pelotense, com apoio da Comunitas e parceria técnica do Instituto Cidade Segura, o Pacto Pelotas pela Paz é um conjunto de estratégias desenvolvidas para redução da criminalidade a partir de ações movidas por toda a sociedade no município.

Leia mais: Bate-Bola | Ex-secretário de Segurança, Alberto Kopittke aborda o papel das cidades na luta contra a violência

Com poucos meses de implementação, o Pacto já mostrou inúmeros resultados positivos. Entre agosto – mês de lançamento do Pacto Pelotas pela Paz e dezembro de 2017, o número de roubos a pedestres. Por exemplo, teve uma queda de 32% e os roubos a transportes públicos caiu em 22%.

Sintetizando, nesse período, o total de crimes registrados na Polícia da cidade gaúcha – que englobam Ameaças, Roubos, Furtos, Crimes Sexuais, Lesões Corporais e Posse/Porte Irregular/Ilegal de Arma de Fogo – teve queda de 11%, saindo de 1307 em agosto para 1151 em dezembro.

Os dados foram elaborados pelo Observatório de Segurança Pública de Pelotas (2017) – criado no âmbito do Pacto, para oferecer diagnóstico detalhado sobre a situação de violência no município – usando como fontes a AVANTE Brigada Militar e a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul.

Com a criação do Observatório de Segurança Pública de Pelotas e mais de 70 reuniões já realizadas, o Pacto Pelotas pela Paz foi dividido em cinco eixos com atividades integradas, metas definidas e acompanhamento da eficiência de resultados: Policiamento e Justiça, Prevenção Social, Fiscalização Administrativa, Urbanismo e Tecnologia. Além disso, trabalha focos como a redução do homicídio, redução dos números de roubo de carro, prevenção a roubo de pedestres e diminuição de casos de perturbação do sossego.

 

 

Com informações da Prefeitura de Pelotas.

Deixe um comentário:

Deixe um comentário

Facebook
Twitter
LinkedIn
YouTube
Instagram
Siga-nos por email